News Ticker

Menu

Por quê os asteróides passam a cada 40 anos perto da Terra e caem Nela a cada 1200 anos?

Esta é a pergunta que paira na minha mente depois dos noticiários que ocorrem no mês passado fevereiro de 2013, um asteróide caiu Rússia causando um impacto que feriu mais de 1200 pessoas. Outro asteróide passou mais ou menos a 25 mil kilômetros próximo da Terra mais perto do que os nossos satélites geo posicionados. 

Veja a matéria do Jornal Estadão:

"Um asteroide passou ontem a apenas 27.599 quilômetros da Terra - distância bem menor que a dos satélites que orbitam o planeta, a cerca de 36 mil quilômetros de altitude -, horas depois de um meteoro explodir sobre os Montes Urais, na Rússia. É a menor distância registrada entre uma rocha dessa magnitude - 45 metros de diâmetro - e a Terra.
Em todo o mundo, cientistas insistiram que o meteoro e o asteroide não têm nenhuma relação, já que eles aparentemente viajavam em direções opostas - o meteoro ia de norte a sul, enquanto o asteroide seguia do sul para o norte.
O asteroide que passou "raspando" ontem pela Terra é cerca de três vezes maior que o meteoro que explodiu sobre a Rússia e deleitou astrônomos na Austrália e nos arredores, que puderam observá-lo sem problemas, em um céu noturno limpo.
Chamado de 2012 DA14, o asteroide não colidiu com nenhum satélite em órbita, como previram os cientistas. Agora, segundo Paul Chodas, do programa de Objetos Próximos da Terra do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, o asteroide "está indo embora".
O 2012 DA14 é pequeno demais para ser observado da Terra a olho nu, mesmo no momento em que passou mais próximo da superfície, sobre o Oceano Índico, próximo a Sumatra.
Os melhores locais para observar o corpo celeste foram a Ásia, a Oceania e o Leste Europeu. Mesmo com a ajuda de binóculos e telescópios, só era possível ver um pequeno ponto de luz no céu, enquanto o asteroide passava a uma velocidade de cerca de 28 mil quilômetros por hora.
Comparado ao asteroide que teria dizimado os dinossauros há 65 milhões de anos, que tinha cerca de 10 quilômetros de diâmetro, o 2012 DA14 é minúsculo. Mesmo assim, se tivesse caído na Terra, teria causado imenso dano. Com seu peso de 143 mil toneladas, ele teria liberado uma energia equivalente a 2,4 milhões de toneladas de TNT e poderia destruir uma área de quase 2 mil quilômetros quadrados.
'Histórico.' Para o diretor de Ciência Planetária da Nasa, Jim Green, dois eventos como os de ontem acontecendo em um intervalo tão curto de tempo "é algo realmente muito raro e histórico".
A maioria dos asteroides do sistema solar está em um cinturão localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter, onde permanecem estáveis por bilhões de anos. Entretanto, ocasionalmente um deles se desliga do grupo e passa pelos arredores da Terra.
De acordo com cientistas da Nasa, um objeto do tamanho desse asteroide chega assim perto da Terra uma vez a cada 40 anos - e um deles cai em nosso planeta uma vez a cada 1,2 mil anos.
"Nos vivemos em uma galeria de tiro", comparou o ex-astronauta Rusty Schweickart, presidente emérito da Fundação B612, que investiga o risco de colisões e atualmente constrói um telescópio para acompanhar asteroides. / AP"
O universo não tem fim correto? Então porque exatamente a cada 40 anos um asteróide passa perto da Terra e a cada 1200 anos eles caem nela? Alguém teria uma explicação lógica para este fenômeno? 

Compartilhe:

Dicas de Hoje

I'm Dúvidas e sugestões utilize os comentários do blog

Comentários
0 Comentários

No Comment to " Por quê os asteróides passam a cada 40 anos perto da Terra e caem Nela a cada 1200 anos? "

  • To add an Emoticons Show Icons
  • To add code Use [pre]code here[/pre]
  • To add an Image Use [img]IMAGE-URL-HERE[/img]
  • To add Youtube video just paste a video link like http://www.youtube.com/watch?v=0x_gnfpL3RM